17 de jan de 2009

Prontuário eletrônico do paciente


O Prontuário eletrônico do paciente (PEP) vem mudar a concepção de um repositório de informações médicas para um documento dinâmico capaz de subsidiar e nortear as atividades dos profissionais que dele fazem uso.

O Conselho Federal de Medicina aprovou em Julho de 2002 a utilização do PEP. O conceito de prontuário médico permanece, porém deixa de ser percebido somente como documento tradicional em papel passando a ser registrado também com suporte eletrônico.

O PEP provocou uma mudança no processo pela busca de informação na área da saúde, agilizando o processo e facilitando a recuperação da informação.


Fonte: Mota, FRL. "Prontuário eletrônico do paciente e o processo de competência informacional".

Postagens populares