Mídias Sociais do TI Medicina

Instagram rss/feed twitter TI medicina contato FacebookLeandra Carneironome skype: timedicinaimessage: contato@timedicina.com.br

20/08/2014

Ganhe um pendrive médico de 8Gb!!


Iremos sortear 2 pendrives de 8Gb para quem responder a pesquisa abaixo! Participe!


09/08/2014

App Pega Plantão lança ferramenta de Gestão de Escalas



Oferecendo facilidade para o controle de plantões e aplicativos para o celular dos profissionais, chega a nova ferramenta para gestão de escalas.


Há mais de quatro anos trabalhando junto a hospitais, oss, plantonistas e outros profissionais e empresas, a empresa notou a necessidade de melhorar o gerenciamento de escalas de plantões e profissionais. Pensando nisso, o Pega Plantão evoluiu, oferecendo agora uma solução eficaz para gerenciar os profissionais e as respectivas escalas.

O painel gestor é fácil de entender e organizar, além de ser acessível a qualquer hora e lugar. Em seu ambiente de trabalho é constante haver erros de valores e nomes? O gestor de escalas promete precisão e eficácia para alcançar menos da metade dos erros de preenchimento de relatórios: pagamentos, quantidade de horas e outros.

Os profissionais podem participar ativamente da montagem das escalas, através do site ou dos nossos aplicativos para celular. Eles acompanham em tempo real suas escalas, têm a agenda dos próximos plantões sempre em mãos e ainda recebem alertas de furos de última hora na escala.

Para a gestão de escalas, conte também com a velocidade: reduções do tempo para cobrir um furo na escala acima de 60%, com a substituição imediata de um profissional. As escolhas e substituições são feitas com mais segurança e tranquilidade a partir de dados e relatórios precisos.

Pare de gastar com servidores e equipe técnica próprios. Tenha especialistas trabalhando para você com o que há de mais moderno em tecnologia. Para ter a solução para os problemas de gestão de escalas e profissionais, basta clicar aqui. Ficaremos felizes em atender a sua realidade, de tal modo que você possa oferecer um melhor atendimento em sua empresa.

Veja também: 

App Pega Plantão e site: a ferramenta de troca de plantões para profissionais da saúde

05/08/2014

Dicas para escolher um prontuário eletrônico para sua clínica ou consultório


Recebo muitas dúvidas quanto a qual prontuário eletrônico (PEP) escolher para consultórios, clínicas e mesmo uso em dispositivos móveis.
Há alguns pontos a se considerar  antes de optar por um:

  • Compra do software ou pagamento mensal por licença de uso? Algumas empresas vendem o prontuário eletrônico (normalmente instalados na máquina do consultório) e oferecem suporte pós-venda, outras optam por pagamento mensal (normalmente na nuvem) de acordo com a quantidade de médicos e funcionários que utilizarão o produto. Há vantagens nas duas modalidades. Mas a considero o pagamento mensal uma opção melhor, já que depois de algum tempo de utilização, os profissionais já tem uma ideia mais concreta do que desejam em um PEP, e ás vezes o que está em uso já não o atende mais.  Observar se o software disponibiliza, após a recisão do contrato, a base de dados do médico com seus pacientes para download.
  • Certificado pela SBIS/CFM? Para quem não sabe o que é o processo de certificação da SBIS/CFM, aqui tem uma cartilha que é indispensável para todo médico que deseja adquirir um PEP: Cartilha sobre Porntuário Eletrônico. A SBIS - Sociedade Brasileira de Informática em Saúde- juntamente com o CFM definiram uma série de requisitos mínimos de segurança e funcionalidades que os prontuários eletrônicos devem conter, e um software certificado é garantia de privacidade e segurança dos dados dos pacientes.
  • Pretende eliminar o prontuário em papel, o que é necessário?  NGS2 do processo de certificação da SBIS/CFM determina que para eliminação do papel é necessário a utilização do certificado digital (CRM Digital)  no padrão ICP-Brasil, portanto o PEP deve ser certificado no NSG2.
  • Deseja acesso por tablets ou smartphones ao PEP? Essa é uma questão importante, mas a maioria dos prontuários eletrônicos dá somente acesso a agenda e ver alguns dados do paciente, e não acesso a todas as funcionalidades do PEP. Isso ocorre pois ainda não há regulamentação, principalmente de segurança, dos aplicativos móveis. Há lguns prontuários desenvolvidos para dispositivos móveis, porém ainda sem regulamentação.
  • Mas qual é bom? O conceito de qualidade é uma percepção individual. O que torna um prontuário bom na opinião de um médico, não é o mesmo que o torna para outro profissional, para o gestor, para o profissional de TI, para o desenvolvedor... Necessidades e expectativas influenciam diretamente nesta definição. Mas um ponto importante é se a empresa oferece suporte técnico pós-venda, e treinamento - o que é um diferencial na utilização dos prontuários eletrônicos.
Um bom lugar para ver as opções disponíveis e comparar preços é o EHR Guidehttp://www.ehr-guide.com.br/prontuarios-eletronicos.html

E não há prontuário eletrônico ideal. São diversas soluções que devem ser analisadas para atender bem às demandas e expectativas dos profissionais de saúde.
Fiquem a vontade para postarem dúvidas e questionamentos, ou entrar em contato por email: contato@timediicna.com.br


31/07/2014

Treine seu cérebro com exercícios de Neurociência

Lumosity é uma plataforma de jogos desenvolvidos com base na neurociência que pode ser acessado na web, por app Android ou iOS. Inclui um programa personalizado de melhoria das atividades cognitivas como memória, velocidade, atenção, flexibilidade e solução de problemas baseados em jogos.


O treinamento começa após alguns testes, onde um perfil basal do usuário é definido com base em alguns jogos. Depois o treinamento é feito considerando as áreas deficitárias e o progresso é medido diariamente.

Um exemplo é esse jogo das  folhas navegantes, que mede a capacidade cerebral de adaptar-se a circunstâncias  de mudança, alternando de um objetivo a outro. O jogo consiste em usar o teclado para indicar a direção que as folhas verdes estão apontando e a direção do movimento das folhas amarelas, que vão se alternando na tela.

 Outro jogo interessante é o do Conta-Gotas que mede a capacidade de solução de problemas, com cálculos numéricos. As gotas vão caindo e nelas há uma operação matemática de subtração, adição, divisão ou multiplicação. Usa-se o teclado numérico para digitar o resultado, seguido de enter.

Com a resolução dos jogos, um perfil vai sendo formado, com uma curva onde é possível observar a progressão na melhoria das atividades cognitivas.

A inscrição é gratuita e alguns jogos são liberados por dia.
Para se ter acesso a toda a plataforma, há planos individuais ou familiares que vão desde $5,00 mensais a plano vitalício de $299,00.

Achei a iniciativa muito interessante e pretendo contratar o plano familiar e incluir meus pais e meus sogros!
Vale a pena experimentar!

25/07/2014

Porque todo prontuário eletrônico é ruim?

Uma queixa frequente que escuto é que todo prontuário eletrônico é ruim. Por que isso ocorre e o que podemos fazer para melhorar essa constatação?

Uma das variáveis quando se avalia que um prontuário eletrônico é ruim é a qualidade. Mas qualidade é uma percepção individual. O que torna um prontuário bom na opinião de um médico, não é o mesmo que o torna para outro profissional, para o gestor, para o profissional de TI, para o desenvolvedor... Necessidades e expectativas influenciam diretamente nesta definição.

"Qualidade é um conjunto de características de desempenho de um produto ou serviço, que em conformidade com as especificações, atende e, por vezes, supera as expectativas e anseios do consumidor/cliente."

Portanto, um prontuário eletrônico que tenha a maioria dos campos estruturados, ao invés de campo de texto livre, não se adapta bem ao processo de trabalho do médico, pois a medicina ainda é uma das poucas profissões onde a autonomia de conduta e processo de trabalho é mantida, assim cada profissional tem a "sua forma" de realizar seu atendimento. Informação estruturada é de extrema valia para recuperação posterior da informação, assim como a análise pelos sistemas de informação (Data Warehouse). Atualmente a análise da informação de registros eletrônicos é uma condição essencial par a gestão e a melhoria nos cuidados dos pacientes.

Na Informática em Saúde, padronizações, requisitos técnicos e interoperabilidade são sinais de qualidade. Na medicina, as variáveis são tantas, que a padronização nunca pode ser empregada sem várias ressalvas. E isso repercute diretamente na percepção que o médico tem de algo que interfere e atrapalha seu processo de trabalho, mesmo que imprescindível, mandatório e essencial, como o registro de seu atendimento.


Mas como melhorar a percepção dos médicos de qualidade dos prontuários eletrônicos e ainda manter a recuperação de dados para informação de qualidade na saúde? 

Uma solução seria empregar a mineração de dados (dados estruturados) e a mineração de texto (notas clínicas em texto livre) nos prontuários eletrônicos. Se o Google faz isso com a informação na internet, por que não podemos ter esse tipo de ferramenta em prontuários eletrônicos? 

Mineração de dados (data mining) e texto (text mining) é feita por meio de algorítimos que buscam a informação desejada nos registros eletrônicos. São usadas mais comumente em pesquisas e em alguns sistemas de apoio a decisão médica. Um exemplo interessante de como isso foi empregado pode ser visto em um artigo da BMJ (British Medical Journal), Inglaterra, que aplicou a técnica de data minig em cerca de 300.000 registros eletrônicos para detectar pacientes que deveriam ter sido submetidos a propedêutica para câncer de intestino, com base em PSOF + (pesquisa de sangue oculto nas fezes positivo), anemia e hematoquesia. Algoritmos de mineração de dados identificaram 1.048 casos de atraso ou falta de acompanhamento de resultados anormais anualmente e 47 casos de câncer colorretal. 

O interessante é que a aplicabilidade dessas técnicas não depende da estrutura do prontuário eletrônico, se está em campos estruturados ou em texto livre. A recuperação da informação pode ser realizada em resultados de exames, notas clínicas, prescrições, etc. Outro aspecto importante é a inclusão de negativas como "nega hematoquesia", ou seja, exclui pacientes que inicialmente seriam incluídos  no escopo devido a palavra hematoquesia no prontuário eletrônico.

O futuro aponta muitas soluções para agregar qualidade aos prontuários eletrônicos e satisfazer as expectativas e anseios dos médicos em relação a sua usabilidade e melhora no cuidado clínico do paciente. E aí, desenvolvedores, vamos pensar a respeito?

Porque todo prontuário eletrônico é ruim? é um post original do TI Medicina. Quando copiá-lo, adicionar os devidos créditos.

21/07/2014

Vídeo para Médicos do PSF sobre manejo de Hipertensão, Diabetes e Pré-Natal

Outro dia vi em um grupo do facebook uma divulgação de vídeos educativos para a estratégia de saúde a Família feitos por um médico residente de Medicina de Família e Comunidade. Achei a iniciativa muito interessante e resolvi divulgar.

Daniel Coriolano é médico residente do segundo ano em Medicina de Família e Comunidade (MFC) pela Universidade Federal do Ceará na cidade de Fortaleza. Graduado pela Faculdade de Medicina de Juazeiro do Norte (FMJ) e pós-graduado lato sensu em Medicina do Esporte pela Universidade Católica de Petrópolis (UCP).


Os vídeos estão disponíveis gratuitamente mediante inscrição no link: bit.ly/videossobreMFC e contam com assuntos que sanarão muitas das dúvidas de médicos que atuma no PSF:
  • Para os diabéticos...
Quais exames solicitar?
Quais as metas glicêmicas?
Como devo realizar o exame físico dos pés?
Quando devo mudar o tratamento medicamentoso de oral para insulina?

  • Para os hipertensos...
Quais exames fazem parte da rotina básica?
Quais as metas de controle pressórico?
Efetivamente, o que devo orientar sobre atividade física e alimentação para estes pacientes?
Quando optar por combinar fármacos ou decidir pala monoterapia?

  • Pré-natal...
Quantas consultas realizar durante a gestação?
Qual a rotina básica de exames que devo solicitar?
Quais vacinas indicadas e contraindicadas para a gestante?
Qual a sequencia do exame físico e os achados esperados conforme idade gestacional?

O médico é autor dos e-books “Resumo da Ópera para Médicos e Estudantes de Medicina” e "4 Temas da Estratégia Saúde da Família que você precisa saber", disponíveis na Amazon.
Link para compra 
link para compra

Postagens populares