Mídias Sociais do TI Medicina

Instagram rss/feed twitter TI medicina contato FacebookLeandra Carneironome skype: timedicinaimessage: contato@timedicina.com.br

25/11/2014

Sorteio de promocodes do app Whitebook e do app iCTI

Para comemorar tanto o relançamento do app Whitebook como a indicação da PebMed para Prêmio Startup Saúde 2014 da EmpreenderSaúde (entre lá!) nos foi fornecido promocodes iOS ( Android não fornece promocodes, assim como o Windows Phone) para sorteio tanto do app Whitebook como do app iCTI.

Veja como participar:





  • App Whitebook:  Concorra pelo twitter: Dê rt (retuíte) na seguinte frase: RT @timedicina: eu quero ganhar o app Whitebook para iOS da @PebMed http://goo.gl/OCR4t9


Novo Whitebook da PebMed: mais qualidade nas suas prescrições!



O app Whitebook -  Guia de prescrição, agora disponível para iOS, Android e Windows Phone, contém um Guia de Prescrição com mais de 250 modelos comentados para prescrição de pacientes internados e ambulatoriais para as condições clínicas mais comuns, divididos por especialidades médicas, prescrições ambulatoriais e paciente crítico. Funciona como um app de medicamentos, mas com um guia terapêutico integrado.


Novidades do Novo Whitebook:

  • 300+ prescrições para ambulatório, terapia intensiva e enfermaria;
  • Guia de medicamentos: 400+ drogas de uso comum, com o recurso de buscar pelo nome comercial;
  • Recurso para aumentar/diminuir o tamanho da fonte;
  • Mecanismo de Solicitação de bulas;
  • Cadastro fácil para receber promoções; 
  • Acesso direto à loja PEBmed, com promoções exclusivas para os usuários.

19/11/2014

Avaliação pré-anestésica na web com o AxPré


O AxPré é uma plataforma para avaliações pré-anestésicas em nuvem completa e com protocolos pré-definidos, questões customizáveis e um algoritmo de avaliação de risco desenvolvido pela Nuntius e pela Anestech. Em outros termos o anestesista faz a avaliação pré-anestésica de qualquer dispositivo com conexão a internet como celular, tablet ou computador, com cálculos e avaliações pré-definidas com triagem de pacientes, incluindo-os em protocolos baseados em evidência.


Como fazer?


  • O paciente se cadastra e preenche um questionário. 
  • O médico faz seu login, preenche o questionário pelo paciente ou importa as respostas dele já pré-preenchidas por ele, insere os exames e responde o questionário médico. Este questionário se refere a classificação ASA e Mallampati Modificada, índices de avaliação de entubação orotraqueal, protocolos para incluir este paciente ( TVP, PIA, Hemoderivados, CTI pós-operatório, etc) e um relatório é gerado para impressão da Avaliação pré-anestésico, com termo de consentimento de acordo com anestesia.
 Uma vantagem desse sistema é a customização da avaliação, se não for do interesse do profissional utilizar o modelo padronizado.



Veja mais no vídeo abaixo:




Todos os anestesistas que possuem um cadastro em algum app ou sistema da Anestech/Nuntius podem começar a fazer suas avaliações pré-anestésicas com mais segurança, qualidade e agilidade no AxPré imediatamente. As plataformas passam a funcionar com um único cadastro e um único login para mais de 15 mil profissionais de saúde cadastrados.

15/11/2014

Brinco para monitorização de dados vitais


O projeto Ear-O-Smart é uma startup canadense, Biosensive Technologies,  que desenvolveu um biosensor em brinco para medir frequência cardíaca, atividades físicas e as calorias queimadas.


O produto conta com um brinco perolado de  16 mm de diâmetro e sua precisão é maior que o das pulseiras. A tecnologia empregada utiliza LED que é refletida pelo sangue que corre debaixo da pele da orelha. Essa luz refletida é captada por um sensor que envia as informações coletadas por Bluetooth Low Energy (BLE) para o smartphone, onde são apresentadas em um app. O desafio agora é melhorar a duração da bateria, hoje em torno de oito horas.

 Há também a opção de um kit "faça você mesmo", para que os próprios consumidores instalem o pequeno chip em seus brincos preferidos. 

Os dois produtos podem ser adquiridos pelos colaboradores do projeto no KickStarter por 125 e 150 dólares canadenses, respectivamente.

Veja mais no vídeo abaixo:

13/11/2014

Palestra Gratuita: O QUE HÁ DE NOVO NA CERTIFICAÇÃO SBIS/CFM v4.1 17/11 20:00


Palestra On-Line
O Que Há de Novo na Certificação SBIS/CFM de Registros Eletrônicos de Saúde, Versão 4.1/2013

Nesta palestra promovida pelo Programa EduCert de Certificação de Software em Saúde do Instituto Edumed, o Prof. Renato M.E. Sabbatini, reconhecido especialista na área irá apresentar e discutir as características, filosofia e novos requisitos do processo de certificação de Sistemas de Registros Eletrônicos de Saúde, em sua última versão, ressaltando os pontos mais críticos e sugerindo abordagens para a preparação para a auditoria de certificação da Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS) e Conselho Federal de Medicina (CFM).


Data: 17 de novembro de 2015, segunda feira,
Horário : 20:00h de Brasilia (Horário de Verão Brasileiro).



Promoção gratuita, vagas limitadas.

A palestra será transmitida interativamente por videoconferência em banda larga, com a duração de 45 minutos, seguida de 40 minutos de perguntas, dúvidas e debate com a audiência. 100 lugares disponíveis. É necessário cadastrar-se no link abaixo para reservar seu lugar. Se for contemplado você receberá o endereço, login e senha de acesso pelo email.

https://docs.google.com/forms/d/19rHUWbulkTROlJZEF9UQ1KIfDTNVCAoAu7avdY7_yVU/viewform?usp=send_form

Programa EduCert
www.educert.com.br
Curso de Capacitação em Certificação de Sistemas de Registros Eletrônicos de Saúde
www.edumed.org.br/cursos/certificacao-CPS.html

11/11/2014

Antissepsia de iPads, tablets, iPhones e outros smartphones em ambientes hospitalares


Muito antes da ameaça do Ebola, muitos estudos mostram a colonização de agentes infecciosos nos dispositivos móveis usados pelos médicos, estudantes e outros profissionais de saúde em ambientes hospitalares.


As pesquisas mostram que smartphones e tablets estão contaminados com Staphylococcus aureus (MRSA), Enterococo resitente a Vancomicina (VRE), e P. aeruginosa mesmo quando limpos com produtos inapropriados.

Dicas de limpeza:
  • Precauções universais de higiene - lavagem das mãos- antes e depois do uso do iPad
  • Evitar o uso em ambientes isolados para prevenir a transmissão de organismos resistentes
  • Para limpar o tablet ou smartphone, desconecte todos os cabos e desligue-o. Use um pano macio, ligeiramente úmido e sem fiapos. 
Para a antissepsia o produto mais eficaz é o Sani-Cloth CHG 2%, uma mistura de álcool isopropílico 70% e clorexidina a 2%, mas não encontrei para a venda no Brasil. Pode-se comprar na Amazon. Com exceção do Clostridium, este produto foi eficaz contra MRSA e VRE, além de vírus, outras bactérias e o bacilo da TBC. 



O ideal é que se use barreiras de proteção como CleanCase, onde podem ser usados produtos corrosivos como cloro. Mas nem sempre é prático usar seu dispositivo encapado.

Aqui no Brasil temos o Isopropanol (Álcool isopropílico 99,8%) ideal para limpeza de eletrônicos pois não contem água e evapora rapidamente. Não é difícil de achar para comprar e já bem mais eficiente que limpar só com pano sem fiapos.

  • Surface Microbiology of the iPad Tablet Computer and the Potential to Serve as a Fomite in Both Inpatient Practice Settings as Well as Outside of the Hospital Environment - Hirsch EB, Raux BR, Lancaster JW, Mann RL, Leonard SN (2014) . PLoS ONE 9(10): e111250. doi:10.1371/journal.pone.0111250
  • Disinfecting the iPad: evaluating effective methods. Howell, V. et al. Journal of Hospital Infection , Volume 87 , Issue 2 , 77 - 83
  • Bacteria on smartphone touchscreens in a German university setting and evaluation of two popular cleaning methods using commercially available cleaning products  Markus Egert,Kerstin Späth,Karoline Weik,Heike Kunzelmann,Christian Horn,Matthias Kohl,Frithjof BlessingFolia Microbiologica.2014;44(7)16

Antissepsia de iPads, tablets, iPhones e outros smartphones em ambientes hospitalares é um artigo original do TI Medicina. Quando copiá-lo, dar os créditos e citar a fonte.

Postagens populares