18 de mai de 2018

Podcast médico: Tópicos em Clínica Médica



Do Blog Sobrevivendo, nas horas vagas… Prehospital, Emergency and Critical Care vem essa dica muito valiosa sobre um podcast de BH, da residência de Clínica Médica do HOB.

É o podcast “Tópicos em Clínica Médica”. Idealizado e coordenado pela Dra. Natália Mansur, que é Preceptora da Residência em Clínica Médica do Hospital Odilon Behrens, esse podcast tem muito conteúdo sobre Urgências e Emergências Clínicas. E o melhor: eles duram em torno de 5 minutos, pois a idéia é sempre passar as mensagens chaves de cada tema. Procurem também no aplicativo Podcast do iOS (para iPhone e iPad), pois é possível assinar o podcast e já receber os episódios novos assim que eles são disponibilizados.

29 de abr de 2018

Impressões sobre o Congresso Europeu de Informática Médica - MIE 2018

O Prof. Dr. Renato M.E. Sabbatini, PhD (Presidente, Instituto Edumed, Campinas, Brasil|) fala sobre as novidades e os destaques do MIE 2018 (Congresso Europeu de Informática Médica), realizado em Gotemburgo, Suécia. 




O primeiro dia: terça-feira, 24 de abril.


O segundo dia: quarta-feira, 25 de abril


O terceiro dia: quinta-feira, 26 de abril

27 de abr de 2018

Chamada de trabalhos para o CBIS2018 abre no dia 02 de maio


A Sociedade Brasileira de Informática em Saúde (SBIS), com o apoio da Universidade Federal do Ceará (UFC), realizará o CBIS 2018 - XVI Congresso Brasileiro de Informática em Saúde de 01 a 04 de outubro de 2018 no Centro de Eventos do Ceará, em Fortaleza.

O CBIS 2018 está organizado em seis principais sub-temas da Informática em Saúde: 
  1. Bioinformática Translacional; 
  2. Informática Clínica;  
  3. Infraestrutura, Interoperabilidade e Integração; 
  4. Saúde Digital, Global e Mobilidade; 
  5. Educação, Treinamento e Formação Profissional e 
  6. Organização, Gestão, Avaliação e Impacto Social da Informática em Saúde.

Os autores devem obrigatoriamente selecionar uma área temática de ênfase para sua submissão. Cada sub-tema tem um conjunto específico de palavras-chave que definem o escopo da submissão.


Cronograma de Submissão de Trabalhos: 
  • Início das submissões (abertura do sistema): 02/05/2018
  • Data final para submissão: 16/07/2018
  • Resultado das avaliações: 27/08/2018
  • Data final para ressubmissão dos trabalhos com pedido de revisão: 15/09/2018
Reserve já em sua agenda: de 01 a 04 de outubro de 2018 tem CBIS em Fortaleza!

26 de abr de 2018

Tonic App: O aplicativo móvel que conecta e informa médicos

Tonic App foi concebido para facilitar o acesso a normas de orientação clínica e códigos que suportam o diagnóstico, o tratamento e a referenciação de doentes, diz empresa.

Tonic App é o aplicativo profissional de todos os médicos. Aumenta a eficiência do trabalho clínico: permite a discussão rápida e segura de casos de pacientes, colaboração de equipe e agrega conteúdo para o uso profissional cotidiano, como tabelas de conversão de medicamentos ou calculadoras clínicas.

O digital ainda não cumpriu sua promessa na área da saúde e ainda há inúmeras barreiras à produtividade clínica.

Tonic App é gratuito para médicos e está disponível para Android e iPhone. Hospitais e outras organizações de saúde podem assinar o Tonic App para aumentar a qualidade e eficiência dos cuidados e reduzir custos. Qual é o valor de uma readmissão menos ou mais um paciente tratado? Ou o valor da redução do erro médico ou o aumento de referências internas?



“Motores de pesquisa generalistas, como o Google, estão calibrados para retornar resultados para o público em geral. Dessa forma, a pesquisa por termos médicos traz maioritariamente resultados para um público não profissional, obrigando o utilizador médico a perder tempo a filtrar resultados pouco relevantes e a pensar em pesquisas alternativas”, explica Luís Sarmento, CTO da Tonic App e especialista em inteligência artificial.




Pode ser usado também diretamente na web: http://search.tonicapp.com/

9 de mar de 2018

Reflexões sobre HIMSS 2018

Minha querida  amiga Osmeire Chamelette Sanzovo (certificada pelo cpTICS/SBIS) divulgou as
Reflexões pós HIMSS que a CIO da BP (SP) - Lilian Quintal Hoffmann fez no linkedin e que achei bastante interessantes para reflexão. 


18 Reflexões pós HIMSS18:


1) Sim, CIO, physician burnout também é seu problema, ajude na solução 
2) Se Artificial Intelligence não está nos seus planos, inclua 
3) Patient engagement, você tem pensado seriamente sobre isso quando define sua arquitetura de sistemas? 
4) Patient experience, onde a TI pode fazer a diferença e mostrar a que veio 
5) Inovação, questão de sobrevivência. Sem pesquisa não há inovação, sem inovação, não há pesquisa 
6) Data Analytics, revisitar sua estratégia é mandatório, seu plano pode estar errado 
7) Cybersecurity, tirará seu sono para sempre 
8) Análises preditivas salvam vidas, seus dados contem tesouros 
9) Interoperabilidade continua sendo encarada como um problema, já está na hora de vc adotar padrões e facilitar para o ecossistema 
10) Soluções criativas resolvem a maioria dos problemas 
11) Blockchain, imaturo mas promissor 
12) “Contrate” robôs e facilite a vida das áreas de negócios 
13) Sim, EMRAM é um modelo que vai poupar esforços e garantir boas práticas 
14) Transformação Digital, você está atrasado 
15) Fornecedores, divida seus problemas e suas estratégias com eles, os transforme em verdadeiros parceiros 
16) Trocar experiências te provê conhecimento e insights 
17) Sim, o paciente DEVE ser o centro 
18) Participar da HIMSS é um privilégio


por Lilian Quintal Hoffmann
CIO BP - Hospital Beneficência Portuguesa São Paulo

24 de jan de 2018

Prontuário eletrônico para Celular: TI Saúde

Estou a procura de um bom prontuário eletrônico para smartphone, onde eu possa cadastrar meus pacientes nos meus locais de trabalho e exportá-los a uma base de dados para pesquisa. 
Hoje vou mostrar o Prontuário TISaúde, que achei bem interessante, disponível para Android e iOS, além de Web.

A plataforma TISAÚDE é formada por um conjunto de sistemas e aplicativos inovadores por meio de  Módulos que contem apenas as ferramentas de interesse do usuário. No meu caso, avaliei somente o Módulo Prontuário Eletrônico.
Tela do paciente: possível inserir foto, vídeo, som e arquivos ao prontuário, No cadastro do paciente constam dados indispensáveis como CPF, filiação, etc.
A interface do aplicativo é intuitiva e limpa, visualmente agradável. O cadastro do paciente tem campos imprescindíveis e ainda há a possibilidade de enviar email para o paciente direto do app.

Tela de atendimento: fichas de anamnese, receituários, pedidos de exames, atestados, orientações, pareceres (encaminhamentos), as visitas clínicas realizadas e as cirurgias realizadas.
A tela de atendimento fornece sempre uma opção em branco, e uma padrão, tanto de ficha de anamnese, como de atestado, etc. E o interessante é que pode ser customizada, pela equipe da plataforma, à pedido do médico, para que se adapte perfeitamente ao atendimento de sua especialidade. 
Tela da anamnese padrão: esta pode ser customizada para maior comodidade do médico especialista.
O registro pode ser editado ( o que na verdade não é recomendado), mas felizmente guarda e mostra sempre as versões anteriores dos registros e quando foram as edições. 
 Outras funcionalidades que não testei contam com Agenda, Gestão, TUSS (faturamento), Relatório de análise de pacientes.
O suporte do app afirmou ser possível a  exportação de dados em formato específico para pesquisa.



Preços e módulos podem ser vistos aqui.

Postagens populares