17 de abr de 2009

O twitter está com tudo

Do Controvérsias, Dúvidas e Bobagens , por Dr. Leonardo Diamante:


Tudo começou na campanha presidencial nos Estados Unidos quando o então candidato, senador democrata Barack Obama, que sempre foi muito ligado as questões de tecnologia, decidiu usar o Twitter como meio de comunicação com o público jovem. Na verdade a notícia que posteriormente circulou sobre a escolha do Twitter foi baseada na idéia de que o microblogging era rápido, simples, estava em fase inicial, pouco conhecido e freqüentado, podendo ser usado de várias formas, inclusive por telefone celular e de qualquer lugar do mundo. Estas características estavam bem de acordo com o que buscava a equipe de apoio do então candidato e a conseqüência todos nós já sabemos.
Logo após as eleições o Twitter ganhava de 5 a 10 mil usuários por dia.
Recentemente nas eleições em Israel também usaram ferramentas de comunicação, especialmente o Twitter, consolidando seu uso como aliado político. Atualmente a referencia é de um crescimento de 700% a 1000% no ultimo ano.
Posteriormente no mês de março fomos surpreendidos com a noticia do uso do Twitter na medicina, mais especificamente no Hospital Henry Ford, em Detroit um grupo de médicos, descreveu uma operação cirúrgica ao vivo via Twitter.




O Dr. Craig Rogers, cirurgião-chefe do Hospital Henry Ford, pensa que “o mundo da ciência está invadindo o Twitter”.



Eu pessoalmente acredito que a medicina está permeável às mídias sociais e deverão estar num espaço de tempo relativamente curto mudando de forma radical a maneira de se comunicar com seu publico interno e externo. Não faz sentido um hospital com avançada tecnologia, comunicar-se por intermédio de murais, jornais,e folhetos que é o que acontece inclusive nos hospitais onde eu trabalho. O choque é muito grande e se as Instituições não se mexerem, os médicos vão tomar a dianteira e deixar o hospital para trás.Já imaginaram um cirurgião “twittando” com o fernecedor de equipamento de dentro do centro cirúrgico, para por exemplo mudar um tipo ou tamanho de prótese sem que o Hospital fique sabendo? Se descuidarem isto poderá acontecer já no próximo mês.Vamos aguardar as empresas especializadas que dominam as mídias sociais acordarem para esta realidade.Quanto aos médicos de Detroit, a próxima cirurgia que eles pretendem transimitir ao vivo, via Twitter, já está marcada e você pode acompanhá-la clicando aqui .


Por outro lado, volto a falar na minha velha amiga NASA que desde 19 de junho de 2008 vem usando o Twitter para enviar informações da descoberta de gelo em marte pela sonda Mars Phoenix Lander, que tem quase 44 mil seguidores, e na época foi notícia não só na grande imprensa, como na imprensa especializada.
Atualmente o astronauta Mike Massimino que estará a bordo da nave espacial Atlantis que será lançada em 12 de maio, está usando o Twitter para oferecer detalhes de como a tripulação e seus colegas de equipe estão se preparando para a missão que vai a serviço do telescópio Hubble no próximo mês.
"Astro_Mike", já atraiu quase 63 mil seguidores, apesar de ter postado Aldo em torno de 40 tweets. Durante a missão, que deve durar 11 dias e tem como principal objetivo a manutenção do telescópio Hubble o astronauta, deve fazer uma "caminhada espacial”.
Esta será sua segunda viagem ao espaço,e enquanto se prepara, Massimino tem "twittado" sobre seus treinos de corrida, no simulador de voo e sobre como aprender a filmar uma aterrissagem pela janela da nave espacial.
O Twitter está se tornando uma tecnologia-chave para muitas pessoas na NASA e muitos Engenheiros que trabalham nos projetos que exploram Marte e em outras experiências nos laboratórios da agência, têm postado no Twitter para tornarem públicas suas descobertas. Além dos funcionários que "twittaram" sobre o robô espacial Mars Phoenix Lander antes que ele congelasse, e posivel acompanhar a viagem da sonda Cassini em órbita de Saturno inclusive com fotos belíssimas.
Em todos os casos, entretanto, os "textos" evidenciam um esforço que é mais de divulgação do que de ensino. É quase como uma forma de reter a atenção de um público cada vez mais disperso e bombardeado por múltiplas informações, em múltiplos formatos. E tem dado certo: milhares de pessoas "seguem" a NASA diariamente no Twitter e acabam clicando em links que levam a textos que, naturalmente, têm mais de uma linha.
Finalmente não podemos deixar de lembrar que num passado recente várias Instituições, especialmente o Jet Propulsion Laboratory de Pasadena na Califórnia, fizeram uso de outras mídias como podcasts, YouTube, blogging e Facebook, apenas que agora,
Chegou a vez do Twitter.


Fonte: Controvérsias, Dúvidas e Bobagens do Dr. Leonardo Diamante, que também participa do Comunidade Saúde em Rede

Postagens populares