14 de fev de 2012

Hologramas em prontuário eletrônico e Plama Medicine

No futuro, os ensaios clínicos serão baseados em bytes e bits. Hoje gasta-se $200 milhões de dólares e 20 anos para passar por um completo estudo clínico randomizado. A tecnologia de simulação, uma vez que é capaz de imitar processos biológicos humanos, iria mudar o processo de ensaios clínicos, disse Dr. Richard Satava.

Dr. Richard Satava, professor de cirurgia da Washington Medical Center University, um dos criadores do processo de cirurgia robótica que se tornou o Da Vinci, falou no FutureMed sobre Cirurgia robótica, medicina de plasma e prontuário eletrônico com homem virtual, segundo o Medgadget.

Dr. Satava afirmou que necessitamos de um novo tipo de prontuário eletrônico do paciente que inclua informações baseadas em representações do corpo de pacientes. Ele deu como exemplo o holomer (HOLO-graphic M-edical E-lectronic R-epresentation), que é uma imagem holográfica em 3D do paciente, usando Tomografia Computadorizada, Ressonânica Magnética, Ultrassonografia e outras modalidades de exames.
Assim, não só informações anatomicamente precisas estarão disponívies, mas também informações fisiológicas, biológicas, genéticas, demográficas e outras contidas na imagem. Para o diagnóstico, todos os dados relevantes sobre o paciente pode ser recuperados na forma de um registo visual médico.


Sobre os avanços na Cirurgia Robótica, ele afirmou que 95% do potencial do Da Vinci é desperdiçado. As informações que podem ser colhidas durante um procedimento cirúrgico com o sistema robótico não são aproveitadas. A próxima evolução dos robôs em sala operatória será para substituir as instrumentadoras em procedimentos cirúrgicos. 
aplicação de plasma na pele

"A energia vai ser uma parte muito importante do futuro da medicina", raciocinou.  Plasma Medicine é a combinação de física de plasma , ciências da vida e medicina para utilizar plasma físico para aplicações terapêuticas. O tratamento será capaz de utilizar o poder de plasma (como em uma nuvem de energia) com instrumentos portáteis à temperatura ambiente. Nuvem de plasma são partículas carregadas que podem trabalhar diretamente em células individuais e ao nível molecular. O campo de brotamento dá aos médicos o poder de ligar e desligar a moléculas específicas, por exemplo, influenciar os tempos de coagulação e cicatrização. Também podem ser usados ​​para matar agentes biológicos. "Neste momento no tempo, não existe nenhum agente biológico conhecido que é resistente à exposição ao plasma por 30 segundos", disse ele. Ele supôs que o plasma medicine representa uma das "mais excitantes novas áreas, além de genômica" na medicina moderna.


Postagens populares