1 de jul de 2011

Benefícios para tablets… Por enquanto não para Apple…


O Ministério da Tecnologia divulgou dia 29/06, quarta-feira, uma série de fabricantes que passam a ter benefícios fiscais para fabricação de Tablets no Brasil. 

Apesar das constantes manifestações do Ministro Mercadante sobre a fabricação do iPad no Brasil, parece que a nossa legislação travada está dificultando o enquadramento do equipamento da Apple. Pelo que está na MP dos Tablets, somente gozam de benefícios empresas que se adequem ao modelo de transferência de tecnologia e nacionalização de peças. Com o alto grau de sofisticação e confidencialidade na inovação da Apple, dificilmente ela se dobrará ao que está ali escrito. 

A Apple pode até fabricar os iPad aqui para utilizar a mão de obra e outras facilidades, mas acabaremos tendo que bancar os altos impostos brasileiros (IPI, ICMS e outros impostos Federais)… 

Nem parece que saímos da era da famigerada “reserva de mercado” dos anos 80… 

Veja a íntegra de artigo sobre o tema publicado no Portal InterIT : 

“O Ministério da Ciência e Tecnologia divulgou nesta quarta-feira (29), que Motorola, Samsung, Envision, Aiox, Positivo e MXT são as primeiras empresas que conseguiram o s benefícios da MP dos Tabletes e do Processo Produtivo Básico. 
Em entrevista ao jornal Correio do Estado, o secretário de Políticas de Informática do MCT, Virgilio Almeida, as empresas precisam se enquadrar “às normas de produção e nacionalização de componentes dos tablets” para conseguir o incentivo. 
Estas normas servem de garantia para que o Brasil obtenha o conhecimento empregado nestas tecnologias, e que possa trabalhar em novos equipamentos conforme o andamento das pesquisas. 
Até agora 15 empresas já se mostraram interessadas em produzir tablets no Brasil, através do programa de redução de impostos. O Ministério acredita que, até o fim do ano, a maioria destas companhias já esteja produzindo seus dispositivos em território brasileiro. 
Estima-se que com a redução dos impostos federais e a queda do ICMS, os preços caiam até 40%.”

Fonte: blog do iPad 

Postagens populares