30 de jun de 2011

IBM aposta no futuro dos dispositivos médicos

veja gadgets interessantes em http://alum.com.br/produtos.html

Os consumidores têm um apetite crescente para a gadgets de saúde e bem-estar e isso representa um mercado crescente  de oportunidade para fabricantes de dispositivos que tem sido pouco aproveitado, de acordo com um estudo da IBM.
Cada vez mais, gadgets de bem-estar serão usados para preencher as lacunas de informação dos consumidores que são relativamente saudáveis, mas que precisam de dispositivos que forneçam informações um maior controle de suas condições clínicas e uma vida mais saudável. Estes dispositivos irão planejar, prever e monitorar as informações, enviando-os diretamente aos cuidadores e médicos, bem como às redes de apoio. Os usuários irão interagir com os dispositivos em seus próprios termos e conectá-los através de banda larga ou wireless.

Um estudo conduzido lepa IBM Institute for Business Value, no Brasil e nos Estados Unidos, entrevistou mais de 1.300 consumidores que utilizam gadgets de saúde e descobriu que esses consumidores estão exigindo uma nova geração de dispositivos de saúde com maior simplicidade e melhor partilha de informações.

Usuários querem a habilidade de se conectar com seu cuidador e reduzir visitas ao consultório de seus profissionais de saúde e mais a capacidade de colaborar on-line com uma comunidade de pares com problemas e interesses semelhantes. E eles estão dispostos a pagar por isso.

Tendências:

  • Dieta - Uma nova geração de dispositivos para a dieta também irá medir a velocidade  e intensidade do movimento, e ainda com a ajuda das redes de amigos e familiares o consumidor poderia obter o incentivo e motivação necessários. Haverá integração com dados de pressão arterial e peso, além de monitoramento para a aderência a medicação.
  • Elder Care (satisfação das necessidades e exigências especiais exclusivas para idosos)- Para pacientes com perda de memória ou Alzheimer dispositivos de localização e controle de medicação conectados a uma caixa de comprimidos equipada com câmera digital serão usados. Estes dispositivos podem identificar a localização tanto do usuário como do cuidador, para tranquilidade do paciente, fornecendo informações e lembretes de acesso direto ao suporte do cuidador. 
  • Monitoramento de exames de sangue - O advento de um exame de sangue não-invasivo para analisar automaticamente sangue através de uma pulseira vai transmitir os dados sem fios para o  médico. Quando os níveis de colesterol estiverem altos, os níveis de ferro baixos ou a contagem de células brancas do sangue aumentar, os usuários vão saber quando a modificar a dosagem de  seus medicamentos ou quando procurar um médico. 
  • Independência e mobilidade - Dispositivos para facilitar o monitoramento de usuários à distância. Estes dispositivos irão fornecer treinamento e tarefas para melhorar a coordenação, a amplitude de movimento e estabilidade. Eles forncerão informações se o andar do paciente está constante, se sai da cadeiras facilmente ou se  precisa de ajuda. Dispositivos e sensores que prevêem quedas pode alertar o cuidador ou o usuário.
  • Comunicação - Com a ajuda de sensores baseados em ondas cerebrais mesmo os pacientes que não falam serão capazes de se expressar quanto à dor, indicar com precisão as sensações em seu corpo ou pedir atenção médica, como para mudar a posição na cama ou solicitar mais oxigênio. 

Quesitos importantes para os usuários: 

  • Facilidade de uso - 96% dos entrevistados afirmaram que a facilidade de uso é o fator top na seleção de um dispositivo sobre o outro. 
  • preços razoáveis ​​- Custos em torno de ou abaixo de 100 dólares é um fator de crítico de decisão de acordo com 3/4 de usuários que consideram o preço, bem acima de recursos, apoio ao cliente, garantia e design elegante.
  • Partilha de informações em tempo real - 86 por cento dos consumidores querem compartilhar informações em tempo real. É preciso mais do que os dispositivos inovadores acordo com o estudo, as companhias podem precisar de parcerias com empresas de software.
IBM aposta no futuro dos dispositivos médicos é um post original do TI Medicina

Postagens populares