19 de jul de 2011

Tecnologias promissoras para a medicina do futuro

Cientistas esperam estender a tecnologia de transplantes de órgãos internos para os membros como braços e pernas. Novas próteses ligadas ao cérebro podem responder a comandos cada vez mais complexos e executar movimentos com mais fidelidade. (Dedos biônicos controlados por impulsos elétricos Prodigits)





Exames de sangue sem tirar uma gota: Quando conectado à pele do paciente, esse equipamento de eletrodos fará um exame de sangue sem a necessidade de agulhas. Além disso, o dispositivo também levará os resultados prontos para o médico em tempo real e pode ser usado em casa. (Oxímetro que mede hemoglobia, metahemoglobia e PVC e Lentes de contato eletrônicas para gamers, cirurgiões e outros benefícios)



Avatar ligado ao cérebro: Uma das soluções propostas é um aparelho que realize um check-up praticamente completo, somente por meio das ondas cerebrais. Com o dispositivo semelhante ao fictício Medical Tricorder, do seriado de televisão Star Trek, se poderia realizar um check up somente por meio das ondas cerebrais. O paciente teria um avatar - igual àqueles usados nos video games, por exemplo - para armazenar todas as informações coletadas pelo sistema. As informações ficariam armazenadas em uma espécie de rede social, onde o médico recuperaria as informações. (Médico eletrônico: aparelho de diagnóstico com jeito de Jornada nas Estrelas)


Medicamentos personalizados: remédios com absorção mais rápida - eliminando a utilização de injeções, além de doses personalizadas e medicação definida por testes de DNA( , fazendo com que o médico possa montar receitas específicas para cada paciente, não importando a complexidade do tratamento. O uso de nanoprocessadores em cápsulas é o que traz mais "visão futurista". Esses pequenos transmissores seriam capazes de colher informações sobre o paciente e enviá-los para o computador, paradepois serem absorvidos pelo organismo. (Dispositivo portátil prediz reação a medicamentos com base no DNA - SNP DR)


A cura de (quase) todas as doenças: Um processo automático do nosso organismo pode ser a fonte da cura para muitas doenças. O "RNAi" (i de "interference" ou, interferência) é uma espécie de defesa natural do corpo, na qual o nosso RNA reage e bloqueia o desenvolvimento das células de doenças - como do câncer, por exemplo. Com base nisso os laboratórios farmacêuticos vêm investindo bilhões de dólares em estudos buscando uma maneira de desenvolver medicamentos que estimulem esse processo - aumentando assim a eficácia do corpo em eliminar células ruins.


Idosos com mais qualidade de vida:  O QuietCare, aparelho que funciona como uma espécie de "Big Brother" sem câmeras, é composto por sensores com algoritmos avançados, que aprendem a rotina de idosos que moram sozinhos e enviam os dados em tempo real para o responsável. Quando ocorrerem mudanças significativas ou potenciais emergências, os médicos serão prontamente avisados.(Idosos: Lifeline with AutoAlert Detecta automaticamente quedas e pede ajuda)


Fonte: TecMundo
tecmundo

Postagens populares