13 de mar de 2013

Recursos digitais para o PROVAB

Atualização 11/05/2013
Apartir desse mês os médicos do PROVAB contam com o 0800 644 6543, que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 17h30. 
Através deste canal, o médico da Atenção Básica, antes de encaminhar o paciente para outra unidade ou nível da assistência, pode ter acesso a um médico especialista experiente, que vai tirar dúvidas e orientá-lo sobre como cuidar daquele paciente ali mesmo na periferia ou no interior. Isso vai qualificar e agilizar todo o processo de atendimento do SUS, reduzindo, por exemplo, o tempo de espera e as filas para exames, esclarece o ministro da Saúde, Alexandre Padilha.
O médico é atendido por um profissional de call-center que confirma a participação dele no Programa e remete o atendimento para uma equipe qualificada, composta por médicos especialistas em Medicina de Família e Comunidade. O novo canal de comunicação faz parte do Telessaúde Brasil Redes, programa do Ministério da Saúde que utiliza as tecnologias de informação para apoiar os profissionais de saúde na sua prática clínica e processo de trabalho, oferecendo teleconsultorias, telediagnósticos e ações de teleducação aplicadas às questões e dificuldades vivenciadas na prática clínica, na gestão do cuidado e no processo de trabalho em saúde. (Revista Hospitais Brasil)

Ainda não é o que eu queria, mas chegaremos lá, com certeza. Eu acredido em um SUS de qualidade.

_______________________________________________________________

A maioria dos médicos que eu conheço que não querem ir trabalhar no interior, principalmente no PSF (Programa de Saúde da Família), justificam que os recursos são escassos. Esses recursos são principalmente recursos diagnósticos e de tratamento. Os médicos que optartam pelo PROVAB são, na sua maioria, recém-formados, com falta de experiência clínica que só se obtém na prática diária e nos anos de atuação. Trabalhar sozinho longe dos grandes centros, sem algum colega mais experiente para dicussão dos casos, pode ser estressante e definir a permanência do médico no interior.

Hoje, com os recursos tecnológicos disponíveis de forma tão mais acessível, eu penso que seria bem simples propiciar um recurso que julgo ser de muita valia para os médicos longe dos grandes centros. O Ministério da Saúde e Secretarias Estaduais de Saúde poderiam disponibilizar profissionais especialistas para receberem dúvidas dos médicos em tempo real e fornecerem uma seguna opiniáo nos casos.

Hoje isso já existe na forma de telemedicina, como a Segunda Opinião, mas demanda infraestrutura especializada.

A solução que eu penso ser bastante barata, acessível e de uso intuitivo é usar smartphones com aplicativos de comunicação instantânea gratuitos.

WhatsApp Messenger é um aplicativo de mensagens multiplataforma que permite trocar mensagens de texto, vídeo e áudio pelo celular sem pagar por SMS. Está disponível para iPhone, BlackBerry, Android, Windows Phone, e Nokia e sim, esses telefones podem trocar mensagens entre si! Como o WhatsApp Messenger usa o mesmo plano de dados de internet que você usa para e-mails e navegação, não há custo para enviar mensagens e ficar em contato com seus amigos.

Disponível para todas as plataformas móveis
Enviar fotografias de eletrocardiogramas tiradas diretamente do smartphone, radiografias, lesões de pele
como úlceras ou tumorações, e enviá-las pelo app Whatsapp para o smartphone do especialista com uma avaliação e discussão do caso em tempo real já é uma realidade no meu meio. Contudo, fazemos isso com colegas de trabalho do nosso convívio.

Exemplo de imagem compartilhada via Whatsapp: a resolução das imagens é bem aceitável, sendo possível fazer zoom


A disponibilização desses profissionais para avaliação desses casos não é um recurso difícil ou dispendioso, já que a tecnologia já é de uso bem difundido.

Acho que é uma solução a se pensar...

Postagens populares