1 de jul de 2013

Aplicativos médicos para smartphones: falta de evidência prejudica a qualidade e a segurança

"Um número crescente de profissionais de saúde estão usando smartphones e seus aplicativos (apps) no atendimento clínico diário. Embora esses aplicativos médicos tenham um grande potencial para melhorar a prática clínica, pouco se sabe sobre os possíveis perigos associados à sua utilização. Violação da confidencialidade do paciente, conflitos de interesses e defeitos nos aplicativos de tomada de decisão poderia ter um impacto negativo no atendimento ao paciente.
Propomos várias estratégias para melhorar o desenvolvimento dos apps médicos baseados em evidências, mantendo sua natureza aberta.
O uso crescente de aplicações médicas exige discussão mais ampla em toda a organização da medicina e organismos de acreditação. O campo de aplicativos médicos é atualmente um dos mais dinâmicos em medicina, com real potencial de mudar a maneira como usaremos a saúde baseada em evidências no futuro.
Estabelecer procedimentos regulamentares adequados permitirá esse potencial seja realizado, assim como também garantir a segurança do paciente.
 

CoverPerspective: Medical apps for smartphones: lack of evidence undermines quality and safety
Arthur Willem Gerard Buijink,
Benjamin Jelle Visser,
Louise Marshall

Evid Based Med 2013;18:3 90-92 Published Online First: 25 August 2012
 
 

Postagens populares