15 de jul de 2016

Cirurgião esperimenta Hololens da Microsoft


O cirurgião ortopédico pediátrico Justin Barad, do site Medgadget, falou de sua experiência com o Hololens da Microsoft. Ele experimentou o dispositivo graças a Neil Gupta, organizador do Boston Augmented/Mixed Reality Meetup, e graças à Microsoft e afirmou que o hanset é ergonômico e o sistema de controle por gestos é fácil de usar, permitindo, inclusive, que se digite em um teclado virtual.

Uma observação que ele fez foi sobre o campo limitado de visão holográfica (FOV), onde os hologramas são vistos em uma pequena caixa no centro de seu campo visual  (imagem abaixo da The Verge). "Então, quando você vê vídeos promocionais com hologramas em tela cheia é um pouco enganoso. Embora os dados do objeto para esses hologramas estejam lá, há que se girar a cabeça ao redor para ver tudo. Contudo, a partir de uma perspectiva de jogos/entretenimento iso possa ser um "deal-breaker" (motivo de quebra de acordo, empecilho) no momento, mas para aplicações médicas pode não significar tanto." afirma Dr. Barad.



Ele aventou as possibilidades de uso em uma sala de cirurgia:

"Durante a cirurgia, um grande desafio é controlar a localização e o conteúdo das apresentações visuais na sala. Normalmente existem vários monitores que podem exibir um feed de câmera, sinais vitais, ou dados de imagem. às vezes a enfermeira circulante não está familiarizada com o sistema para mudar os feeds, reposicionar os monitores, e/ou abrir imagens disponíveis, o que pode ser frustante, especialmente durante um caso estressante. Pelo que experimentei, o Hololens já tem a capacidade de eliminar completamente este processo complicado e permite que você crie um layout holográfico personalizado  de informações relacionadas ao paciente. Além disso, graças ao sistema de gesto, você pode percorrer os dados e as imagens como desejar. "

Uma de suas preocupações é com a iluminação da sala de cirurgia, se a mesma afetará a qualidade das projeções holográficas, e se afetará o reconhecimento de comandos por gestos.  Outra preocupação é se o visor colorido da Hololens possa diminuir a capacidade do cirurgião de ver claramente o campo operatório, assim como se protegeria os olhos no caso de contato com secreções, o que limitaria as aplicações cirúrgicas. 

Outras aplicações de realidade aumentada na sala de cirurgia seria o uso da tecnologia de navegação cirúrgica para "ver através" do paciente, como por exemplo ver a estrutura óssea da coluna vertebral de um paciente usando reconstituição de tomografias. Outra aplicação interessante é a possibilidade e cirurgiões orientarem outros profissionais remotamente, também chamado telementoria.

Veja abaixo as aplicações no aprendizado de anatomia:

Postagens populares