10 de jun de 2013

Apps médicos pagos e caros, valem a pena?

A cultura por pagar por apps é bem mais aceita entre os usuários de dispositivos Apple, como o iPhone e o iPad, do que entre os usuários Android e Windows Phone.
Na pesquisa que eu fiz (aqui), ainda é baixo o número de usuários da área de saúde que possuem smartphones e tablets que compram livros  textos - 27% somente. E dos que compram apps, a maioria acha que preço não é um fator relevante na hora de baixar um aplicativo. Mas não é o que ocorre na prática. 

Vamos fazer uma comparação do título Schwartz's Principles of Surgery. O preço do app na Apple é $69,99, o preço da versão para Kindle é $156,15, e a versão capa dura é $176,18 (sem contar o frete).

Outra comparação: Manual de Medicina de Harrison o livro físico custa R$395,00 a R$598,00 e o app custa $59,99.

As vantagens de se ter o aplicativo médico em relação ao livro físico é principalmente a portabilidade. É possível levar quantos livros quiser ao ponto de cuidado do paciente, ou seja, no plantão, consultório, hospital, bloco cirúrgico, etc. Outra vantagem é que já existem apps como o Blio, que é um apliativo para leitura de ebooks.

Apps médicos pagos e caros, valem a pena? é um posto original do TI Medicina. Quando for copiá-lo, adicionar os devidos créditos.


Postagens populares