5 de set de 2009

Petrópolis ganha museu nos moldes da exposição "Corpo Humano"


A Faculdade de Medicina de Petrópolis, da Faculdade Arthur Sá Earp Neto (FMP-Fase), vai ganhar o Museu de Anatomia Humana e Patológica, o primeiro do estado. Os recursos aplicados no projeto são da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj). O formato do museu seguem a exposição "Corpo Humano", que já percorreu 37 países.
Este ano, a Faperj selecionou 103 projetos para financiar e o professor responsável pelo projeto, Marco Aurélio Passos, declarou estar orgulhoso pela seleção de uma instituição particular: "A Faperj geralmente prioriza instituições públicas. Para nós da FMP-Fase, a realização desse projeto significa um grande avanço científico, além de representar um incentivo ao turismo da cidade imperial", disse.
Além da faculdade petropolitana, o Programa de Difusão e Popularização da Ciência e da Tecnologia selecionou outras oito instituições: UFRJ, Uerj, Uenf, UFF, Fiocruz, PUC-Rio, Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ), Faculdade de Medicina de Petrópolis (FMP) e Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca (Cefet).
A técnica utilizada na exposição "Corpo Humano" foi criada nos anos 70 pelo alemão Gunther Von Hagens, posteriormente aperfeiçoada pelo americano Roy Glover. Com uma espécie de resina é possível "plastificar" as partes do corpo humano.

veja o vídeo da exposiçõ abaxo:



Fonte: SRZD

Postagens populares