8 de ago de 2009

Inteligência Artificial no Diagnóstico do Câncer

Uma equipe de pesquisadores da Universidade de Chicago (EUA), desenvolveu um programa de computador que utiliza inteligência artificial para analisar as características das imagens de ultrassom a fim de ajudar os médicos a prever mais cedo se o câncer de mama já metastatizou.

Atualmente, não existem métodos automatizados aprovados para o diagnóstico de câncer. Mas o novo programa foi utilizado com êxito para reanalisar os exames de ultrassom de 50 mulheres cujas imagens dos nódulos linfáticos já haviam sido avaliados em busca de metástase.

Todas as 50 mulheres passaram por cirurgias para remover seus cânceres e nódulos linfáticos axilares, e biópsias dos tecidos dos nódulos linfáticos revelaram que 20 delas tinham metástase do câncer e 30 delas tinham um câncer que permanecia localizado na época da cirurgia.

O programa de inteligência artificial conseguiu prever com alto nível de precisão, com base naqueles primeiros exames de ultrassom, quais mulheres já tinham a indicação de metástase. Se tivesse em uso na época, o programa teria ajudado a melhorar o prognóstico das doenças naquelas mulheres.

"Nós descobrimos que uma análise de computador das imagens de ultrassom das mamas poderia potencialmente prever com uma precisão promissora quais pacientes têm metástase e quais não tem," disse a médica Karen Drukker, participante da pesquisa.

Agora os pesquisadores planejam começar uma pesquisa observacional na qual os radiologistas usarão o programa para ver se isso aumenta sua capacidade para diagnosticar a metástase - novamente baseando-se em casos retrospectivos, para os quais já exista um resultado definitivo, de forma a não influenciar a decisão dos médicos e obter uma melhor avaliação do programa.
Leia mais em :

Radiologia Brasileira Print version ISSN 0100-3984
Radiol Bras vol.34 no.5 São Paulo Sept./Oct. 2001
Artigo de Revisão
DIAGNÓSTICO
AUXILIADO POR COMPUTADOR NA RADIOLOGIA*

Paulo Mazzoncini de Azevedo-Marques1

Postagens populares