26 de nov. de 2010

Dr. Daniel Kraft e o Futuro da Medicina

Dr. Daniel Kraft fala sobre o futuro da medicina em entrevista concedida a Salim Ismail, diretor da Singularity University. Dr. Kraft é pediatra oncologista, pesquisador de células-tronco na Universidade de Stanford, especialista em transplante de medula óssea pediátrica.
Ele fala sobre a Medicina Personalizada, software para gestão de saúde, registro eletrônico de saúde, computação cerebral e neurociência, nanotecnologia, células tronco e impressora de orgãos em 3D.
Muito interessante.

Fonte: Vídeos FIAP

25 de nov. de 2010

II Curso Telepresencial de Certificação SBIS/CFM - Brasília e Fortaleza

Curso Oficial de Certificação de Registros Eletrônicos de Saúde SBIS/CFM
Simultaneamente em Fortaleza e Brasília


Em uma iniciativa conjunta da Gerência de Certificação e da Diretoria de Educação e Capacitação Profissional, a Sociedade Brasileira de Informática em Saúde irá realizar nos dias 9 e 10 de dezembro de 2010 a segunda turma a distância do Curso Oficial de Certificação SBIS-CFM, em Brasília e em Fortaleza. Interessados de outras cidades próximas poderão participar.
O curso é um pre-requisito para ser consultor ou auditor oficial do processo de certificação.

  • Público Alvo:

O curso destina-se a todos os profissionais direta ou indiretamente envolvidos com projetos de registro eletrônico em saúde, prontuário eletrônico do paciente e troca de informações em saúde, como gestores e administradores de instituições de saúde, desenvolvedores de sistemas (gestores de TI, consultores, analistas de sistemas, analistas de negócios, programadores, etc) e profissionais clínicos interessados no tema. O curso também contempla os requisitos de certificação, autenticação, assinatura e criptografia digital, segundo o CFM e o ICP Brasil, para instituições que pretendam ser paperfree.

  • Tópicos do curso:

1. Entendendo o processo de Certificação SBIS-CFM
2. Análise dos Requisitos de Segurança (NGS1 e NGS2)
3. Análise dos Requisitos de Estrutura, Conteúdo e Funcionalidades
4. Procedimentos para auditoria e certificação

Locais: Sede da Associação Médica de Brasilia, DF. e Universidade Federal do Ceará, Fortaleza, CE

Será adotado o modelo telepresencial por videoconferência interativa, com transmissão das aulas a distância e participação dos alunos exclusivamente em uma sala de aula remota. A transmissão contará com comunicação bidirecional de áudio, vídeo e chat entre os instrutores e a sala de aula remota, que terá a presença de um monitor local.

Datas e Horários: 09 e 10 de dezembro de 2010, das 9:00 às 18:00 horas.

Certificação: Os alunos que cumprirem a carga horária e o processo de avaliação receberão um certificado emitido pela Sociedade Brasileira de Informática em Saúde, que será pré- requisito para atuar como consultor ou auditor de sistemas de certificação médica digital.

O conteúdo e duração do curso serão exatamente os mesmos dos cursos presenciais realizados em São Paulo, assim como o material de apoio e os certificados de conclusão. O curso terá também um site de apoio pela internet, no qual serão disponibilizados para os alunos todos os materiais didáticos e de apoio como slides das aulas, manuais, artigos, exercícios e provas, assim como um fórum para resolução de dúvidas.

Maiores informações sobre o curso, bem como o formulário de inscrição podem ser acessados no endereço:


Você receberá um boleto por email para realizar o pagamento da taxa de inscrição.

Vagas Limitadas: recomendamos aos interessados efetuar a inscrição o mais breve possível.

Coordenadores locais:
DF: Dra. Valdenize Tiziani (vtiziani@gmail.com) e Dr. Hervaldo Sampaio Carvalho (carvalho@unb.br)
CE: Dr. Luiz Roberto de Oliveira (lro@ufc.br)

Eu fiz o curso telepresencial de Ribeirão Preto e achei o aproveitamento muito bom. Recomendo.

24 de nov. de 2010

Calculadora médica Medcalc - dicas de ajustes

Dica rápida: ajustando a MedCalc

Por Guilheme Aquino do iPhone e Medicina

Há alguns meses escrevi um post sobre calculadoras médicas.
Na época eu estava usando a calculadora MediMath, muito boa.
Minha segunda opção era a MedCalc. Só não era a favorita porque eu não sabia como mudar as unidades em algumas entradas. Por exemplo, no cálculo do escore Child-Pugh, na opção “bilirrubina”, os valores apareciam em mmol/l, e não em mg/dl.


Cheguei a entrar em contato com o desenvolvedor, questionando essa “falha”, mas ele me explicou como contornar o problema.
É só ir até a lista de fórmulas e selecionar “Units conversion (Chem.)”.


Escolha o soluto “bilirrubina”.


Selecione “mg/dl” na barra transversal.


Pronto. Retorne ao escore e confira que a unidade agora é mg/dl.


A MedCalc fez uma grande atualização há alguns meses, ficou perfeita. Lançou até uma versão paga, que acho desnecessária.
No momento é a única calculadora médica que uso.

Fonte: Por Guilheme Aquino do iPhone e Medicina

Comprimido permite o monitoramento remoto da dose da droga e sua eficácia

Novartis AG, utilizando tecnologia licenciada da Proteus Biomédica, está aguardando aprovação para um comprimido contendo um microchip, tornando o conceito de pílula inteligente maiperto de se tornar realidade.


Quando um paciente ingere um comprimido com a tecnologia integrada, seus ácidos do estômago ativam o microchip, que envia dados como freqüência cardíaca, temperatura e movimentos do corpo a um patch cutâneo através da conectividade Bluetooth. Este patch pode exportar os dados para um prontuário eletrônico, de modo que ele possa ser acessado pelos médicos. A Novartis afirma como seu dispositivo não irá alterar os efeitos das drogas, o IEM poderia estar no mercado em 2 anos.
Fonte: Medgadget

23 de nov. de 2010

10 Tecnologias Estratégicas para a Saúde em 2011

Em 2011, de acordo com a Gartner IT, cloud computing encabeça a lista, à frente de aplicativos móveis, incluindo os tablets; colaboração e redes sociais; e Vídeo. Em seguida aparecem soluções de análises de dados - sociais e de negócios.

1- Cloud Computing - Fornecedores vão aumentar as implementações em cloud privada como software, hardware e metodologias para adoção das melhores práticas. além de serviços para gerenciar remotamente o que está na nuvem. A Gartner estima que em 2012 haverá grandes empresas especializadas em cloudsourcing com capacidade para fazer toda a gestão de serviços contratados neste modelo.



Na saúde: profissionias e estudantes podem consultar prontuários eletrônicos, a partir de qualquer dispositivo fixo ou móvel, além de pesquisar mais de 200 mil interações medicamentosas, fazer consultas sobre medicamentos comercializados no Brasil, utilizar guidelines médicos e ter acesso às atualizações médicas e serviços relacionados. 


2-Aplicações móveis e tablets – O Gartner estima que até o final de 2010, cerca de 1,2 bilhão de pessoas ao redor do mundo estarão carregando terminais móveis com capacidade para acessar diversas aplicações na web e fazer transações de e-commerce.

Na saúde: Já existem inúmeras aplicações (apps) para plataformas como o iPhone e iPAD da Apple e outros modelos do mercado, como os que usam plataforma Android e Symbian. A gama de tecnologia móvel  aplicada a medicina hoje em dia é muito ampla e tende a crescer mais em 2011e se difundir com maior facilidade.


3- Mídia social e colaboração –  O Gartner prevê que até 2016, as tecnologias sociais serão integradas com a maioria dos aplicativos de negócios. As empresas devem reunir suas ferramentas de Customer Relationship Management (CRM) social, comunicação interna e colaboração para iniciativas públicas com estratégia coordenada.

Na saúde: cada vez mais os médicos, hospitais e empresas estão aderindo às mídias ou redes sociais como twitter ou facebook para divulgação de serviços, maior proximidade com o cliente e interação com a comunidade médica. Isso tende a se consolidar mais em 2011.



4- Vídeo Será um tipo de mídia padrão usado pelas empresas para se comunicar mais rapidamente com seus públicos. Ao longo dos próximos três anos, o Gartner acredita que os conteúdos em vídeo serão comuns e se tornarão modelo de interação para a maioria dos usuários. Até 2013, mais de 25% dos conteúdos que os trabalhadores acessarem terá imagens, vídeo ou áudio.

Na saúde: no youtube é possível encontrar desde aulas até animações sobre procedimentos. Veja esses exemplos: procedimentos médicos como cricotireoidosctomia ou toracocentese; animação sobre parto vaginal, entre muitas outros sites como Vimeo, onde é possível a pesquisa de vídeos.



5- Ferramentas analíticas – Com o aumento da capacidade de processamento e conectividade dos terminais móveis, as empresas vão usar ferramentas analíticas de próxima geração para tomada de decisão. Serão utilizadas soluções de Business Intelligence que fazem simulações e previsões de resultados em tempo real pelos times que estão em campo para suportar os negócios. 

Na saúde: Sistemas de apoio a decisão e a medicina baseada em evidências são exemplos ferramentas analíticas usadas em muitos softwares médicos atualmente. Ferramentas de inteligência Artificial (IA), para o apoio a decisão médica, nas fases de diagnóstico, tratamento e prognóstico (os workflows) e Sistema de Apoio a Decisão para a Gestão de Paciente Crônico são 2 exemplos de temas bastante abordados e alvo de pesquisa no campo da bioinformática. 

6- Análise social - Ganharão força as tecnologia para fazer medição, análise e interpretação de resultados das interações, associações entre as pessoas, temas e ideias. Estas interações podem ocorrer em aplicações de software social utilizadas no trabalho, nas comunidades internas, externas ou na mídia social. Elas incluem um número de técnicas de análise especializadas para redes sociais e os padrões de trabalho de indivíduos, grupos ou organizações. Possuem capacidade para coleta de dados de múltiplas fontes, identificam relações, avaliam impacto da qualidade e eficácia de um relacionamento.
Na saúde, novamente podemos perceber como a tecnologia e as comunidades e mídias sociais estarão presentes.A Followmed é um bom exemplo para quem quiser entender mais.

7- Computação consciente – É um conceito para melhorar a interação e uso das informações pelo usuário de acordo com suas atividades e preferências. O Gartner prevê que até 2013, mais da metade das 500 maiores empresas da Fortune terá iniciativas computação de contexto consciente.

Na Saúde: Hoje dispomos de softaware que fazem essa gestão como o ALERT® CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT (CRM).
O perfil do paciente ou cliente dos serviços de saúde vem sofrendo grandes transformações. Hoje ele é um indivíduo que apresenta um nível de exigência muito superior ao que apresentava 10 anos atrás. Com acesso a muito mais informações e já acostumado com as evoluções do mundo moderno, hoje ele demanda por um atendimento mais integrado, no qual ele tenha acesso as suas próprias informações de saúde e mais do que isso, ele busca pelo gerenciamento da sua saúde. Já não é suficiente tratar só das suas doenças com qualidade e segurança, ele quer atendimento e monitoramento particular, seja em casa ou na instituição hospitalar, ele quer saber quais são as novas abordagens para o tratamento de suas doenças crônicas, ele não quer perder tempo, o tempo hoje é um fator precioso, através da web ele quer agendar suas consultas, ele quer dialogar com seus médicos e organizações de saúde, ele quer realizar consultas através de video conferência ou mesmo através de celulares e muitas outras coisas. O que podemos afirmar é que sem um processo de CRM (CUSTOMER RELATIONSHIP MANAGEMENT), devidamente implantado nada disso será possível. (fonte)

8- Memória flash – O Gartner prevê enorme uso de memória flash em dispositivos de consumo, equipamentos de entretenimento e outros sistemas integrados de TI. Esse dispositivo é um semicondutor de memória, familiar por seu uso em pendrives e cartões de câmeras digitais. É muito mais rápida do que os discos giratórios, mas consideravelmente mais cara; porém, este diferencial está acabando.

9– Computação ubiqua - Os especialistas sinalizam uma terceira onda da computação, com a chegada de equipamentos invisíveis. Não invisível como se não pudesse ver, mas, sim de uma forma que as pessoas nem percebam que estão dando comandos a um computador, mas como se tivessem conversando com alguém. Além disso, os computadores teriam sistemas inteligentes que estariam conectados ou procurando conexão o tempo todo, dessa forma tornando-se onipresente. 

Na saúde: A computação ubiqua já está sendo aplicada a medicina, como Sistema de prontuário médico com monitoramento de pacientes via GPRS, ViSi Mobile (patch dérmico que monitora os sinais vitais do paciente, enviando os dados para o computador do médico via links wireless), Pílula de RFID luThon (pílula ingerida por corredores que envia medição da temperatura do corpo, através de um sistema que combina um sensor de calor em forma de pílula e um celular com GPS e Bluetooth), entre muitas outras aplicações.

10- Computadores e infraestrutura “fabric-based” – Um computador “fabric-based” conta com uma arquitetura modular, aderente à virtualização e cloud, que pode ser construído e expandido a partir de módulos conectados em uma única placa. Na sua forma mais básica, esse tipo de infraestrutura consiste em processador, memória, I/O e outros componentes separados que, interconectados por uma placa, formam um pool de recursos gerenciados por um software específico para esse fim. 

Uma das vantagens desse tipo de computação é que pode ser fornecida por um único fornecedor, por um grupo de fornecedores que trabalham em parceria de compatibilidade ou por um integrador.



Vídeo-Chat sobre Câncer de Rim, hoje às 20:00

Semana de Combate ao Câncer Urohominis!
Uma iniciativa que conta com a sua participação para celebrar
o Dia Internacional e Nacional do Combate ao Câncer.

Clínica UroHominis

O 1º. Centro de Campinas e região voltado à atenção do homem
irá oferecer gratuitamente o evento temático: 

Dia 23 de novembro
http://www.urohominis.com.br/

Vídeo-Chat sobre Câncer de Rim!
Um espaço aberto, das 20h00 às 21h00 (horário de Brasilia), com transmissão de imagem on-line.

Venha conversar e esclarecer suas dúvidas com os nossos especialistas
e só acessar http://www.urohominis.com.br

Clique na imagem do Video-Chat sobre Câncer do Rim.

Colaboração Técnica: Instituto Edumed para Educação em Medicina e Saúde
Patrocínio: Pfizer Oncologia
Organização: Conceptu

fonte: Grupo de Educação a Distância em Saúde


Monitor que transmite dados direto da ambulância para iphone ou iPAD


Medtronic's Physio-Control tem uma parceria com a AirStrip Technologies para trazer monitoramento em tempo real dos dados do ECG da ambulância direto para o iPhone ou iPad do médico . O sistema transmitirá ECG via LIFENETpara o AirStrip's CARDIOLOGY app, permitindo que os médicos prestem assistência imediata a equipes de emergência móveis sem o manuseio de pacientes complicados.



A solução integrada capacita médicos a se comunicarem imediatamente com a equipe de resgate para prestar a assistência clínica necessária e orientar a equipe durante o transporte, encaminhando-os para uma unidade de atenção adequada. Com a solução integrada, estes recursos estão disponíveis para os médicos, em qualquer lugar, em seu smartphone ou dispositivo tablet como o iPAD.


Press releases: Physio-Control and AirStrip Technologies Announce Partnership to Deliver Integrated Mobile Solutions ...; Physio-Control Introduces Next Generation of LIFENET System...
Product pages: AirStrip Cardiology; Physio-Control's defibrillators...
Fonte: Medgadget

22 de nov. de 2010

Estetoscópio da Littmann agora é um gadget de telemedicina


A 3M está anunciando o novo Littmann Scope-to-Scope Tele-Auscultation System, que permite aos médicos ascultarem os pacientes remotamente usando um estetoscópio como se eles estivessem no local. Utilizando a conectividade Bluetooth, o sistema transfere, em tempo real de áudio,para outro estetoscópio Littmann Modelo 3200 em qualquer lugar do mundo. 
estetoscópio, além de ser um dispositivo médico de diagnóstico, agora se torna um dispositivo de comunicação e telemedicina.


  • Tecnologia Bluetooth ®, estetoscópio Littmann ® modelo 3200 eletrônico 


  • Oferece qualidade de um interface amigável e som de alta qualidade


  • Requer software fácil de instalar e usar


  • Na tela do paciente, o Scope-to-Scope Software captura o som cardíaco com um sensor, e transmite via wireless para o software usando o Bluetooth do modelo Littmann ® 3200  


  • Na tela do médico, o som é emitido para as olivas do consultor, que ouve os sons internos do paciente como se o paciente estivesse presente


  • Press release: New 3M™ Littmann® Scope-to-Scope Software Transforms Tele-Auscultation Experience ...




    Fonte:  medgadget

    21 de nov. de 2010

    Considerações éticas sobre a medicina, a tecnologia e a relação médico-paciente

    Tenho alguns alertas no Google que às vezes me fazem cair às mãos uns artigos interessantes. Este, em especial, que transcrevo apenas uma pequena parte abaixo, foi realmente um achado. Parabenizo o Dr. Carlos Frederico, pela abordagem ampla e abrangente da situação delicada que nós, médicos, vivemos hoje na profissão.

    "Vivemos uma época de extremos, de bipolaridades, que, apesar do fim da Guerra Fria e do pretenso início de um pensamento hegemônico , demonstra na sociedade, e por suposto na medicina, uma oscilação entre  campos aparentemente inconciliáveis: individual versus social; cura versus prevenção; pacientes passivos – com o devido perdão pela redundância – versus sujeitos ativos; e trabalho individual versus trabalho em equipe.
    Nesse mundo de contrastes, embora a tecnologia tenha aumentado o poder dos médicos estes encontram-se cada vez mais sujeitos às normas e regulamentações jurídicas, bem como às da instituição onde trabalham. Essas transformações aceleradas na relação médico-paciente levam a uma restrição da liberdade do profissional e também, mesmo que paradoxalmente, à liberdade do paciente, que vê seu poder de escolha reduzido à cobertura ou não do seu plano de saúde.
    (...) alguns pilares fundamentais, mesmo na contemporaneidade.
    O primeiro deles, talvez o mais antigo, constitui-se no alívio da dor e do sofrimento, no cuidar, que engloba muito mais do que a cura da patologia, implicando em ir além, rumo ao conforto psíquico do paciente. Essa seria a grande responsabilidade do médico, cuidar além de curar e sanar; o exercício de uma responsabilidade que continua quando se diz eis-me aqui , mesmo após a impossibilidade terapêutica. Vale ressaltar que ainda que esteja consubstanciada no clássico juramento hipocrático essa responsabilidade não se restringe aos códigos, regras ou leis: é a resposta ética ao grito de sofrimento do outro e exprime o reconhecimento da própria ideia de humanidade."

    Artigo: Considerações éticas sobre a medicina contemporânea: uma reflexão pontual de Carlos Frederico de Almeida Rodrigues (Médico, graduado pela Faculdade Souza Marques (FTESM), pós-graduado lato sensu em Neurocirurgia Pediátrica no Instituto Fernandes Figueira (IFF/ Fiocruz), mestre em Ética e Filosofia Política pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS), Brasil.)

    17 de nov. de 2010

    Medtronic lança website para estimular inovação em tecnologia médica


    A Medtronic acaba de lançar o Medtronic Eureka, um portal europeu para inovação na área da tecnologia médica, desenvolvido para ajudar os médicos e inventores de tecnologia médica a “dar vida” às suas ideias inovadoras.
    O programa Medtronic Eureka (www.MedtronicEUreka.com) foi desenvolvido para proporcionar um processo único e eficaz de submissão de ideias, de forma a criar parcerias fortes entre a Medtronic e inventores europeus para que conceitos de novos produtos sejam lançados no mercado e melhorem a vida dos pacientes a nível global. O programa responde assim à necessidade dos médicos terem um processo simples e claro, que permita que o potencial das suas ideias seja avaliado por profissionais.


    Sobre o MD Start
    MD Start (www.mdstart.eu), sedeada em Lausanne, na Suíça, é a primeira Venture Capital/ incubadora de tecnologia médica na Europa, da qual a Medtronic é um accionista minoritário. A sua missão consiste em acelerar o desenvolvimento de dispositivos médicos revolucionários na Europa, fornecendo aos inventores uma forma de desenvolver as suas ideias, sem ter que deixar a sua prática.
    Quaisquer declarações de intenções estão sujeitas a riscos e incertezas, como as descritas nos relatórios periódicos da Medtronic, em arquivo na Securities and Exchange Commission. Os resultados reais podem diferir materialmente dos resultados esperados.

    16 de nov. de 2010

    e-CRM ou CRM digital: certificados digitais conjuntamente com a identidade profissional

    projeto do e-CRM

    "O CRM Digital será distribuído pelo CFM a partir de 2011 (talvez Março). Será um smartcard, mas sem um certificado digital inserido. Não haverá custos para o médico. Dessa forma, as instituições (hospitais, governo...) podem adquirir no mercado (Serasa, Certisign, Serpro, Caixa...) certificados digitais ICP-BRasil e inserí-los no CRM Digital", afirmou Claudio Giuliano Alves da Costa, presidente da SBIS (Sociedade Brasileira de Informática em Saúde), em nossa lista de discussão na internet.

    O Conselho Federal de Medicina (CFM) prepara-se para emitir certificados digitais conjuntamente com a identidade profissional. Os cenários para gerenciamento dessa tecnologia, que também poderá ser chamada de CRM digital ou e-CRM, foram apresentados pelo representante do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), Ruy César Ramos Filho, aos conselheiros federais. 

    Certificado digital é um documento eletrônico que tem informações sobre a pessoa, assinado digitalmente por uma terceira parte confiável, com mesmo valor jurídico dos documentos assinados de forma tradicional. 
    O diretor de Infra-Estrutura de Chaves Públicas do ITI, Maurício Augusto Coelho, explicou que o certificado digital poderá autenticar e validar com garantias de integridade e sigilo (as informações trafegam de forma criptografada). 
    Com essa tecnologia, os processos ético-profissionais também poderiam tramitar eletronicamente, a exemplo do que já faz o judiciário. As eleições dos conselhos de medicina também poderiam ser realizadas de maneira informatizada com certificação digital, com o voto sendo efetuado de computadores privados. "O médico, se ainda não precisa, vai precisar de um certificado digital, seja para exercer seus direitos e deveres como cidadão, seja para exercer seus direitos e deveres como profissional da medicina", estima Coelho. Sul e Sudeste concentram 70% dos médicos brasileiros. Estima-se que 90% deles tenham acesso a computadores pessoais. Inicialmente, este deve ser o principal público para o CRM digital ou e-CRM.

    Custos
    • Certificação digital: cerca de R$ 165,00 por três anos (certificado A3), ou seja, R$ 55,00 por ano, ou R$4,16 por mês.
    • Smartcard com chip criptográfico custa em torno dos R$ 50,00 no varejo, chegando à metade deste valor para grandes quantidades, custo este que tende a ser bancado pelos conselhos, como será o caso do CFM.  (informações cedidas por Marcelo Silva, gerente de certificação da SBIS)
    Dr. Leonardo Diamante, do blog Controvérsias, Dúvidas e Bobagens,  informa que já existe no mercado computadores tanto notebooks quanto desktop com leitores de mídia embutidos, seja no teclado ou no monitor.
    Dell Latitude E6400, com leitor de smartcard


    Teclado USB Smart Card HP 

    e-CRM ou CRM digital: certificados digitais conjuntamente com a identidade profissional é um post original do TI Medicina.

    National Library of Medicine lança novo serviço Medline Plus para PEPs


    A National Library of Medicine dos EUA acaba de anunciar o lançamento de MedlinePlus Connect.

    MedlinePlus é um site da NLM com muitos recursos de informação em saúde para pacientes, familiares e prestadores de cuidados de saúde, e fornece informações em inglês e espanhol sobre condições e doenças, 
    medicamentos, saúde e bem-estar. 


    O MedlinePlus tem centenas de páginas de tópicos de saúde, que reúnem informações da Institutos Nacionais de Saúde (NIH), outras agências governamentais dos EUA e provedores de informações confiáveis sobre saúde.
    -Suporta os códigos:
    -Suporta as solicitações de informações sobre medicamentos:
    • RXCUI (Conceito RxNorm Unique Identifier)
    • NDC (Código Nacional de Drogas)
    MedlinePlus Connect é um serviço gratuito que permite que os registros eletrônicos de saúde (RES) possam direcionar os seus usuários para o MedlinePlus.

    A URL para MedlinePlus Connect é http://medlineplus.gov/connect

    Para mais detalhes sobre este novo desenvolvimento ver http://www.nlm.nih.gov/news/medlineplus_connect.html


    página de demosntração


    Fonte: SBIS News - Boletim Eletrônico Noticioso
    Sociedade Brasileira de Informática em Saúde
    Assinstura gratuita para associados da SBIS

    14 de nov. de 2010

    Frase da semana

    “Os benefícios da tecnologia aos indivíduos, negócios e autoridades públicas devem andar de mãos dadas com o respeito necessário a dados pessoais”
    Trecho de um comunicado da União Européia sobre uma nova legislação que dará às pessoas mais controle sobre como as plataformas de redes sociais utilizam as informações pessoais.
    Nesta semana, a Google foi condenada a doar US$ 8,5 mi para organizações que apoiam a defesa da privacidade. A empresa de busca sofreu um processo por violar a privacidade de diversos usuários com o desastroso lançamento do Google Buzz.
    Fonte: Tiago Dória Weblog

    13 de nov. de 2010

    Programa vai detectar DST pelo celular

    Dispositivo será como o teste de gravidez e vai analisar urina e saliva de usuário 
    Segundo matéria do 'The Guardia', jovens têm
    vergonha de fazer teste. (Foto: Reprodução no G1)

    Pesquisadores britânicos estão desenvolvendo um programa de telefone celular e computador para que eles sejam capazes de diagnosticar doenças sexualmente transmissíveis (DSTs). Os testes serão feitos com saliva e urina e serão parecidos aos exames de gravidez.

    De acordo com informações do jornal britânico The Guardian, a novidade está sendo desenvolvida por médicos e especialistas em tecnologia. Sete instituições, entre elas o Conselho de Pesquisa Médica Britânico, investiram quase R$ 11 milhões no projeto.

    Para fabricar esses microdispositivos, os cientistas estão utilizando nanotecnologia e expertise de microfluidos. Ele vai funcionar da seguinte maneira. Quem tiver a suspeita de que se infectou com alguma DST, poderá colocar um pouco de urina ou saliva em um chip de computador do tamanho de uma entrada USB e inserir o dispositivo no celular ou no computador. A expectativa é de que o resultado do exame saia em alguns minutos.

    Os chips serão descartáveis e vendidos no valor médio de R$2,70 em casas noturnas, farmácias e mercados.

    O objetivo do plano é dar o diagnóstico mais rápido e diminuir as infecções por doenças como herpes, clamídia e gonorreia, principalmente entre a população mais jovem. Com isso, os cientistas esperam que os adolescentes controlem melhor sua vida sexual e avisem seus parceiros sexuais a respeito de possíveis infecções. No Reino Unido, dois terços das DSTs em mulheres atingem aquelas com menos de 25 anos.

    De acordo com Tariq Sadiq, médico especialista em saúde sexual da Universidade de Londres e um dos autores do estudo, apesar de a maioria das DSTs ocorrer entre os jovens, eles ficam envergonhados de procurar um médico pra fazer um exame.

    - Seu telefone móvel pode ser também seu médico móvel. O usuário assim consegue a qualquer hora um diagnóstico para gonorreia ou clamídia, por exemplo. O programa ainda indica o próximo passo do tratamento.
    Autor: Redação do SIS notícias 
    Fonte: The Guardian